Devocional posted by

De onde vem o mal que contamina o homem?

De onde vem o mal que contamina o homem?

“Será que vocês também não conseguem entender?”, perguntou-lhes Jesus. “Não percebem que nada que entre no homem pode torná-lo impuro? Porque não entra em seu coração, mas em seu estômago, sendo depois eliminado”. Ao dizer isso, Jesus declarou puros todos os alimentos. E continuou: “O que sai do homem é que o torna impuro. Pois do interior do coração dos homens vêm os maus pensamentos, as imoralidades sexuais, os roubos, os homicídios, os adultérios, as cobiças, as maldades, o engano, a devassidão, a inveja, a calúnia, a arrogância e a insensatez. Todos esses males vêm de dentro e tornam o homem impuro” (Marcos 7:18-23).

Algumas pessoas pensam que o homem nasce moralmente bom, e que se corrompe com o tempo. Porém, o que aprendemos com Jesus é que “…Ninguém é bom, a não ser um, que é Deus…” (Marcos 10:18). Ele nos ensina também, que toda a maldade do homem, tudo o que o contamina, o que o torna um pecador, não vem de fora, ao contrário, nasce dentro dos nossos corações. Concluímos, com isso, que nosso coração é mau.

Na verdade, o próprio Deus já havia constatado isso ao ver: “… que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.” (Gênesis 6:45).

Como podemos corrigir essa falha em nosso coração? Como podemos eliminar, ou ao menos restringir, essa maldade, de forma que nosso coração se torne puro? Só há uma maneira de fazer isso: um transplante de coração.

Isso mesmo, é preciso uma cirurgia cardíaca completa, com a remoção total desse nosso coração de pedra, e o implante de um novo coração, de carne, novo, transformado, puro. Não um coração humano, mas um criado pelo próprio Deus.

E o primeiro passo para essa cirurgia é percebermos e reconhecermos nosso estado de devassidão, e nos arrependermos disso.  É preciso reconhecer que nosso coração é mau, que somos impuros, que nossos pensamentos são imorais e, em arrependimento, clamarmos pela ajuda de Jesus. Ele é o único capaz de mudar esse quadro… e ele mesmo disse: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes” (Mateus 9:12).

Foi justamente ao perceber seu completo estado de devassidão – corrupção moral – que o salmista pediu a Deus: “Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável” (Salmos 51:10).

E esse também deve ser o nosso apelo, nossa oração constante, nosso clamor: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto...”.

Mas, assim como o salmista, precisamos entender o que Jesus disse e reconhecer nosso estado moral depravado. Reconheça isso agora, arrependa-se disso agora, clame ao Senhor por um novo coração agora e creia nessa transformação.

 

1. Tem misericórdia de mim, ó Deus,

por teu amor;

por tua grande compaixão

apaga as minhas transgressões.

2. Lava-me de toda a minha culpa

e purifica-me do meu pecado.

3. Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões,

e o meu pecado sempre me persegue.

4. Contra ti, só contra ti, pequei

e fiz o que tu reprovas,

de modo que justa é a tua sentença

e tens razão em condenar-me.

5. Sei que sou pecador desde que nasci;

sim, desde que me concebeu minha mãe.

6. Sei que desejas a verdade no íntimo;

e no coração me ensinas a sabedoria.

7. Purifica-me com hissopo, e ficarei puro;

lava-me, e mais branco do que a neve serei.

8. Faze-me ouvir de novo júbilo e alegria,

e os ossos que esmagaste exultarão.

9. Esconde o rosto dos meus pecados

e apaga todas as minhas iniquidades.

10. Cria em mim um coração puro, ó Deus,

e renova dentro de mim um espírito estável.

11. Não me expulses da tua presença

nem tires de mim o teu Santo Espírito.

12. Devolve-me a alegria da tua salvação

e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer.

(Salmos 51:1-12)

 

Que Deus nos abençoe.

Kerwin Muriel

É formado em Direito pela Universidade de Cuiabá e pós-graduado em Gestão Pública do Poder Judiciário pela UNIFLU-RJ. Bacharelando em Teologia pela Escola Teológica Charles Spurgeon. Casado com Cleynise e pai da Nicolye.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookPinterestFlickr

Deixe uma resposta

Facebook Comments

comments powered by Disqus