Sociedade posted by

Tragédia em Santa Maria, é hora de chorar com os que choram

Tragédia em Santa Maria, é hora de chorar com os que choram

Hoje é um dia de muita dor. Muitas famílias acabam de perder seus entes queridos em uma das maiores tragédias do nosso País (talvez do mundo). Hoje, mais de duzentos e trinta jovens morreram queimados em um incêndio que consumiu a Boate Kiss, localizada em Santa Maria – RS. (Veja detalhes aqui)

Devemos falar alguma coisa ou apenas devemos ficar sentados com as mãos sobre a boca balançando a cabeça em descrença e choque?

A Morte e o luto estão interligados com a vida e com o nosso viver, por mais desagradável que isso possa parecer. Muitas vezes nos irritamos quando ficamos presos em um tráfego inconveniente, causado pelo ritmo lendo de um comboio funeral. Outras vezes passamos alegremente na frente de um cemitério no caminho para o cinema.

A preocupação com a morte é cortada pela distância. Quando ela está longe de nós, não nos preocupamos com ela. Almas entram na eternidade constantemente. Estima-se que 6.178 pessoas morram no mundo por hora. Mas quando as vidas de jovens são arrancadas de nós violentamente, e em massa, entramos em um estado de completo horror. É nesses momentos de choque e repulsa que lembramos mais vividamente de como a morte não é algo natural.

Uma picada de abelha não é natural. As abelhas não voam sobre nossas cabeças como camicazes raivosos à procura de pessoas para picar, ao custo de suas vidas. Mas a picada e a sua dor é uma consequência inevitável de uma provocação. Eva brincou com o pecado e, consequentemente, gerou a morte.

E esse trágico acontecimento de hoje (27/01/2013) nos traz a lembrança o pecado, pois a sua causa foi o pecado. Embora não se trate de pecados específicos de indivíduos, mas ainda assim, fala do pecado. O pecado é o subproduto de vivermos em um mundo caído (Gênesis 3), onde o homem pecou contra seu próprio Criador.

Este evento é um lembrete para nós de que a vida é curta, e que ela passa como um vapor ( Tiago 4:14) e que, em seguida, vem a morte, e depois disso, o juízo (Hebreus 9:27). A questão aqui é: você está preparado?

Haverá mais tragédias no futuro, possivelmente piores e mais devastadoras. Nós vamos continuar enfrentando tragédias até o dia em que o Príncipe da Paz volte para enxugar todas as lágrimas e acabar com a morte (Apocalipse 21:4).

Vamos aprender com essa tragédia. Vamos mudar nossas vidas. Quantos desses jovens que morreram estavam preparados para a morte? Quantos já haviam se arrependido de seus pecados e já haviam abraçado a salvação de Jesus? Não sabemos. Não temos controle sobre a morte nem sobre aqueles que já morreram. Mas ainda temos controle sobre nossas vidas enquanto ainda estamos vivos, então a questão permanece: Você se arrependeu de seu pecado e abraçou a salvação de Cristo? Você está preparado para a morte? Lembre-se, a morte é um compromisso do qual nenhum de nós vamos escapar (Hebreus 9:27 ).

A resposta a essas perguntas só pode ser respondida na cruz de Jesus Cristo. Ele era e é o único inocente morto, e ele morreu por nós, pecadores, culpados, destinados a morte. Por favor, volte-se para Ele e seja salvo do seu pecado. Conhecer Jesus é experimentar a vida, e a vida em abundância (João 10:10).

Esta tragédia nos mostra a necessidade que temos de fazer as pessoas conhecerem a Jesus e a alcançarem à fé em Cristo. Devemos nos esforçar para isso. Vamos olhar para o campo, antes que o fogo consuma todos. Devemos anunciar a salvação todos os dias, até o dia em que o Senhor voltar. Nesse dia a morte e a dor terrível que ela causa será tragada (1 Coríntios 15:54), e Deus enxugará toda lágrima dos nossos olhos, e não haverá mais luto, nem pranto e nem dor (Apocalipse 21:4).

De qualquer forma, hoje, não há palavras que possam retirar a completa escuridão da tragédia desse domingo (27/01/2013). Ficamos tentando expressar nossa simpatia, mas a dor insuportável ainda está lá, ferindo os nossos corações. Hoje é dia de chorar com os que choram.

A equipe do Amovoces.com.br oferece as mais profundas condolências às famílias das vítimas. Nós choramos com os que choram.

 

Kerwin Muriel

É formado em Direito pela Universidade de Cuiabá e pós-graduado em Gestão Pública do Poder Judiciário pela UNIFLU-RJ. Bacharelando em Teologia pela Escola Teológica Charles Spurgeon. Casado com Cleynise e pai da Nicolye.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookPinterestFlickr

Deixe uma resposta

Facebook Comments

comments powered by Disqus